Sobre Nós

Por que DP World Maputo?

A empresa da terminal de contentores - Mozambique International Port Services (MIPS) - foi formada como uma joint venture entre a Globally da P&O Ports, Rennies e Caminhos de Ferro de Moçambique (CFM). Em 2006 DP World adquiriu P&O e em 2008 MIPS foi rebatizado para DP World Maputo.

DP World Maputo tem a concessão para gerir, desenvolver e operar o terminal de contentores de Maputo. Esta concessão foi concedida até 2043.

O Terminal de Contentores de Maputo no Porto de Maputo está estrategicamente localizado entre as áreas industriais da África Austral e as principais regiões econômicas e industrializadas do Leste e do Sul da Ásia.

Localizado na costa sudeste da África, o DP World Maputo é uma porta de entrada para o vasto interior da África Austral. O porto desempenha um papel importante na ligação regional produção, mineração e centros comerciais para os mercados do Sudeste Asiático.

O porto tem excelentes ligações terrestres para a África do Sul, Suazilândia e Zimbabwe e conexões marítimas com o Extremo Oriente, Médio Oriente e Europa através das maiores linhas de navegação solicitadas em uma base regular. 

Os destinos oferecidos nestas rotas, significam que as exportações de Maputo podem ligar-se a qualquer parte do mundo. O tempo de espera dos navios baixos e o tempo de rotação dos navios rápidos fazem de Maputo uma opção atractiva para as chamadas dos navios da linha principal.

Shareholders

Sobre CFM

A Sociedade Púbica - Caminhos de Ferro de Moçambique - Empresa Pública - CFM EP é uma entidade de direito público, detentora da capacidade de exploração no sector dos transportes, ferroviário e portuário, que satisfaça a mobilidade e transporte de mercadorias e necessidades das populações, economia e melhoria da balança de pagamentos do país, além de funcionar como fonte de geração de emprego.